Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Casa da Gorda

Casa da Gorda

Seg | 05.08.19

Ainda falta uma porradona de anos para os 50, mas vamos lá a isto

Gorda

jlo.jpg

(eu aos 50...e pchiu!)

 

Foi-me apresentado um desafio pela imsilva para que eu refletisse sobre a minha perspetiva de vida aos 50 anos. Ora pois que cansada já aos 36, parece-me que o meio século se deverá revestir de vinho, medicamentos e um profundo apreço por bens materiais. Todos elementos basilares ao bem estar de uma pessoa que, apesar de estar em decadência celular, ainda espera que a primeira reunião cara a cara com o criador aconteça daí por 70 anos.

 

(sim, eu ponho as minhas fichas todas por uma vida de velhice até aos 120, cada um gosta do que gosta e vive com a cabeça que tem)

 

Espero ter uma casa com alpendre e vista para uma piscina de água moderadamente aquecida, onde posso dar uns mergulhos depois de beber um daiquiri enquanto leio os meus livros. De manhã tomo os medicamentos todos, e quero acreditar que alguém vai encontrar umas cápsulas para erradicar todas as maleitas ranhosas do século passado.

 

De qualquer modo, à falta de um leque adequado de conhecimentos, decidi marcar uma sessão com uma cartomante lá da terra, uma senhora que faz pasteis de bacalhau de dia e deita cartas ao serão. É sempre um momento agradável porque a pessoa pode até fazer confusão com as cartas mas os pasteis são bastante razoáveis pelo que mais uma sopa e a cliente sai de lá jantada.

Não tenho muita experiência na coisa e a D. Ofélia disse-me logo que a faltar quase quinze anos as cartas podiam não ter vista para olhar tão longe, de qualquer forma ia tentar compreender o que é que o futuro me reservaria.

 

D. Ofélia, acima de tudo, vou ser rica?

Olhe eu vejo-a aqui com una calções tigresse à beira da piscina e com uma mala que parece Doce Cabana, mas é mesmo Doce Cabana porque é claramente material contrafeito, pelo que, apostaria que se mantém na mesma ligeireza de carteira dos dias de hoje.

 

Então e vou ser como a Jennifer Lopez, boazona para a minha idade?

Pelo que vejo aqui vai ser mais ou menos como já é hoje, poucochinho, mas tapado disfarça. Digamos que já vai tarde para um milagre.

 

Vai haver algum milagre?

O meu Piruças gamou essa carta e roeu as pontas, pelo que não consigo assegurar.

 

Vou ser mais sábia?

Em principio vai continuar a palerma que já é hoje, não se avistam melhoras. Correndo pelo melhor pelo menos ainda tem os dentes todos na boca quando se rir.

 

Sim isso já não é mau. Então e não vê para aí nenhum rasgo brilhante de ideias? Um livro ou uma invenção que me ponha rica?

O único rasgo que vejo aqui é dos cortinados da sala. Se é para ficar rica parece-me que só lá para os sessenta.

 

Tá bem, atão e vê aí que posso levar uma dúzia de pasteis de bacalhau de borla, assim como que incluídos no preço da leitura?

Não.

 

Tá bem.

 

Maneiras que é isto, neste momento o que se prevê é uma vidinha muito igual à de hoje, mas com mais artroses e dores nas articulações, de resto já não é mau se não comer com um drone no alto da mona, que isto às vezes uma pessoa nunca sabe o que sorte lhe calha. Sapiência até pode vir, mas o mais provável é que seja como os primos da França, mais mês, menos mês vai embora porque se ganha melhor noutro lado.

14 comentários

Comentar post