Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Casa da Gorda

Casa da Gorda

Ter | 13.08.19

Atã Maneli já fostes pôr gasóile?

Gorda

gasolineiras.jpg

 

 

Estamos aqui numa gasolineira qualquer de Estarreja e estamos a tentar entender o que é que está a acontecer com a greve dos camionistas, a escassez de gasóleo está a deixar as pessoas doidas de tal forma que trocam o descanso das férias de agosto pelas filas intermináveis nas bombas de gasolina. Para que tenham uma pequena ideia da selva petroleira que se vive, quando chegámos aqui já havia uma fila de três carrinhas, todas elas detidas pelo mesmo proprietário que, aflito com a escassez que se avizinha, decidiu precaver-se.

 

Boa tarde podemos falar cinco minutos com o senhor?

Tenho pouco tempo porque tenho de atestar o depósito das carrinhas e depois ainda tenho de encher os bidões que estão lá dentro.

 

Podemos saber como se chama?

Inácio Manuel das Agruras Depósito.

 

Sr. Inácio então?

Pode ser.

 

O Sr. Inácio tem um pequeno negócio e vão-lhe fazer falta ter as carrinhas operacionais é isso?

Não, eu sou reformado. Mas gosto de ir à Caixa Geral de Depósitos todas as manhãs para ver o saldo da caderneta e tenho de ter combustível para o caso de a minha Maria me mandar comprar alguma coisa ao supermercado.

 

Mas para isso acha que precisa de três carrinhas Berlingo atestadas e mais nove bidões?

A gente não sabe até quando é que isto pode durar, pelo que é melhor precaver.

 

Mas estando reformado…

Tenho uma vida muito ativa e a partir de setembro vou três vezes por semana à Universidade Sénior, se não houver gasoile como é que eu faço?

 

O Estado indica que vão haver serviços mínimos.

O Estado são só bandidos, devem ter lá a Assembleia cheia de bidões, é o que lhe digo.

 

Mas ó Sr. Inácio onde é que foi desencantar estas carrinhas todas?

São do stander do meu genro, que aliás, foi ele que me pediu os bidões de combustível. Para alguma eventualidade.

 

Mas o Sr. Inácio sabe que há limites de combustível a carregar consigo, pode ser multado.

E posso também usar a minha carabina. Mas de todo o modo o meu outro genro é lá da patrulha ou lá o que é e eu estou descansado.

 

Não sei se já reparou mas não há mais ninguém para atestar, provavelmente porque estamos em agosto e está tudo de férias, o que acha?

É pá não sei. Olhe eu sou um gajo que sempre foi precavido. O combustível é como as sardinhas em lata, tem muita validade e a gente mais cedo ou mais tarde vai gastar, maneiras que mais vale aproveitar e levar já uma porrada disto.

 

E é isto aqui de uma gasolineira qualquer em Estarreja, havia mais gente à porta da Mercadona para ver a beleza dos produtos dispostos em prateleiras do que para abastecer o carro.

9 comentários

Comentar post