Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Casa da Gorda

Casa da Gorda

Sex | 20.12.19

Desafio de escrita dos pássaros #15 - "Custódia Rena entrevista..."

Gorda

(imagem retirada do Google)

 

Tema da semana: O Pai Natal decidiu reformar-se e as entrevistas começam esta semana. Descreve uma dessas entrevistas na perspectiva do recrutador de recursos humanos: A Rena Rudolfo.

 

 

 

- Boa tarde Shôr Amilcar Pila Forte, o que o levou a prescindir do seu cargue como Pai Natal?

- Eu pensava que o Rudolfo era uma rena com uma penca piscante.

- E a mim nunca se me passou pela mona que o gordo da chaminé se chamasse Amilcar Pila.

- Forte.

- Forte, não! Gordo. Você é gordo.

- Qual é a sua graça menina?

- Custóida.

- Menina Custódia, a vida como Pai Natal é muito parecida com o emprego numa multinacional que paga por objetivos: um gajo arranha e cumpre, mas depois toda a gente se comporta como se não existisse.

- Tou a ver. Eu por exempes sempe achei que você era uma tanga.

- Está a ver!? Ando eu montado numa avioneta com renas desenhadas a distribuir prendas e depois ninguém dá valor.

- É pá mazé difícil d’uma pessoa s’acreditar quande um gorde diz que esgueira a pança pela chaminé abaixe. Eu faço dieta todó ano e não passo na chaminé lá do meu prédio.

- Ah, a chaminé... Importa-se que eu fume e beba o meu bagacinho?

- De maneira nenhuma, shôr Amilcar. Até ficava agradecida se compartilhasse comigue um cheirinhe dessa pomada aqui no meu cafézinho.

- Claro que sim. Mas dizia eu. Uma pessoa é avaliada pela forma como se apresenta e pela sua constituição física. Ninguém percebe que um homem encorpado como eu possa encontrar formas de se esgueirar por sítios apertados.

- Eu tou aqui a mica-lo e não se me ocorre maneira nem jeito homem. Com’é’que você passa a noite de natal, é que a viagem do Polo Norte ainda é um esticão do catane?

- Reúno as renas, falamos e eu bebo. Acabo a minha garrafinha e depois ponho os presentes na avioneta. Acendo o meu material medicinal. Porque as pessoas não sabem, mas eu peno muito com a fibromialgia.

- A sério? Não trouxe medicação consigo não?

- De momento, lamento, mas não.

- E depois?

- Depois entro para a avioneta e arranco. As renas voam, o Rudolfo pisca, o rezingão pulula.

- O Rezingão é um dos anões da Branca de Neve.

- Às vezes também aparece, depende do traficante. Há uns melhores que outros.

- E o que é que o Shôr Amilcar faz quando não é Pai Natal?

- Sou designer de interiores e aposto muito no vermelho.

 

 

 

Podem consultar os restantes textos do desafio nos links abaixo

Tema 1

Tema 2

Tema 3

Tema 4

Tema 5

Tema 6

Tema 7

Tema 8

Tema 9

Tema 10

Tema 11

Tema 12

Tema 13

Tema 14

 

 

Se apreciou este pedaço de soberba escrita, não se esqueça de:

Fazer gosto na página de Facebook.

Acompanhar a conta de Instagram (onde pode ter acesso às palermices desta Gorda, sem códigos da Prozis).

Subscrever o blog por e-mail, é só ir aqui à coluna do lado direito e poderá ser bombardeado com notificações a avisar que há mais coisas para ler.

9 comentários

Comentar post