Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Casa da Gorda

Casa da Gorda

Sex | 04.10.19

Desafio de escrita dos pássaros #4 - "A Beatriz é uma mosca morta"

Gorda

4 hearts.jpg

Tema da semana - A Beatriz disse que não. E agora?

 

 

Estava eu sentada no jardim dos velhotes a assistir a uma aula de yoga onde uma senhora de licra tentava ensinar velhotes a dobrar-se para lá das suas capacidades, quando me aparece a Clotilde toda ranhosa e num pranto dos diabos.

Senta-se ao meu lado e suspira como um cavalo cansado de carregar um gordo.

- Quê’quessepassa m’lher!? Deve ter sido dos píncaros para me vires incomodar na hora do conto erótico da Maria. Sabes como eu dou valor à minha literatura semanal.

- Sei, desculpa-me.

- Quê’caconteceu?

- É o Rogério.

- Pensava que esse já estava no papo, Clotilde. Bem arranjado por mim. O gajo até é giro e deve afinfar-te bem. Com aquelas costas largas e mãos de escritório que passaram pela estiva.

- Eu também achava, mas o problema é a irmã dele. Ele diz que quer namorar comigo, mas a irmã não autoriza. A Beatriz disse que não. E agora?

- Aí Clotilde tu és uma moça que anda na Dificuldade mas és burra para a esperteza de rua. Até me doem os ossos quando falo contigo. Ele já te comeu?

- Ó Custódia…

- Não te ponhas com vergonhas. Abafou e afinfou ou só espreitou.

- Afinfou.

- Então esse menino precisa é que lhe apertem os compadres. Deixa comigo. A irmã não deixa é a perdigueira da mãezinha dele.

 

Fui ter com o Rogério. Aquele nabo torto estava a aproveitar-se da minha amiga e ainda por cima a espetar com as culpas na irmã mais velha que sempre foi uma mosca morta. Fui dar com ele no tasco da terra, já andava embeiçado por outra.

 

- Lha lá ó Rogério.

- Ora se não é a Custódinha! Que te traz por cá? Bons ventos.

- A única coisa boa é a lambada que te espeto nas ventas se tratas mal a minha amiga.

- Aí Custódia, a Clotilde é boa moça, mas a minha irmã não autoriza para coisas sérias.

- Cala-te grunho! A tua irmã é mosca e tá morta há anos, quer lá ela saber por onde te passeias. Estás a picar no pote e a dar de fuga baixinho a ver se te safas.

- Ela é feia que dói, às vezes até me ardem os olhos. Tenho de apagar a luz.

- Então habitua-te a andar a cavalo às escuras que a vais pedir em casamento.

Desmaiou aquele camurço.

 

 

Podem consultar os restantes textos do desafio nos links abaixo

Tema 1

Tema 2

Tema 3

 

 

Se apreciou este pedaço de soberba escrita, não se esqueça de:

Fazer gosto na página de Facebook.

Acompanhar a conta de Instagram (onde pode ter acesso às palermices desta Gorda, sem códigos da Prozis).

Subscrever o blog por e-mail, é só ir aqui à coluna do lado direito e poderá ser bombardeado com notificações a avisar que há mais coisas para ler.

27 comentários

Comentar post

Pág. 1/2