Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Casa da Gorda

Casa da Gorda

Sex | 11.10.19

Desafio de escrita dos pássaros #5 - "Custódia apaga-se"

Gorda

cinco.jpg

 

Tema da semana: Estás na fila para o purgatório e Hitler está à tua frente. Ninguém o quer aceitar e a fila não anda. Escreve a tua intervenção para convencer um dos lados a aceitá-lo

 

 

Quando a vejo chegar-se a mim de óculos escuros e cabelo pouco teso por falta de laca percebo logo que o caldo se entornou. Não é preciso muito porque esta minha Custódia anda sempre com a caldeira em lume brando, mas qualquer coisa lhe tinha apertado os botões da encanitação.

- Então amiga o que sucedeu na tua vida, conta-me lá!? E não me mintas que eu vejo logo quando estás com os azeites.

- Aí Clotilde tu nem me perguntes, nem me inquiras, nem me questiones! Sabes lá tu o estado em que tenho a minha cabeça, acordei com uma ‘xaqueca e tudo. Tu imaginas que eu sonhei que estava morta e fui para a fila do purgatório. DO PURGATÓRIO! Como se já não bastasse a fila nas finanças até depois de morta fui pa bicha.

- Atão mas morreste de quê?

- Ora do que é que eu havera de ter morride. Morri de morte súbita causada pela bronca da Karmen, a Espanhola que me arranja as unhas, sacana enganou-se na cor e espetou-me com verniz de gel verde vómito e eu, enervada, quase a arrear-lhe espinha abaixo com um secador-pila arrancado da cabeça de uma velha, sinto um baque a apago-me.

- Aí que horror! Mas e entraste? Conheceste o Senhor?

- Qual senhor? Havia uma zaragata à porta porque ninguém queria que o Hitler entrasse.

- Aí entendo, esse assassino!

- Qual assassino qual quê! Era o Hitler, o saco de pulgas da Anunciação do terceiro direito.

- Qual o que te mijava à porta de casa?

- Esse sarnento, mesmo. Também morreu porque a inquilina nova lhe deu com um vaso nos cornos. Abençoada! Mas agora ninguém deixava a gaita do cão entrar por contas do nome.

- E tu?

- Ora e eu, eu passei-me da marmita. Espatei com um berro logo para arrebanhar atenção, porque as pessoas depois de mortas são chatas. Depois disse-lhes “deixem lá o Hitler entrar que eu já o conheço há anos e isso é bicho para não fazer mal a ninguém. O único problema desse maltrapinho é que é um cagão de primeira apanha e se vocês o deixarem aqui fora o mais certo é de manhã terem uma poia à porta. Esse cabrão não perdoa. Por isso deixem-no entrar e assim o gajo sempre se borra num arbusto qualquer".

- E eles.

- Q’équetuachas?

 

 

Podem consultar os restantes textos do desafio nos links abaixo

Tema 1

Tema 2

Tema 3

Tema 4

 

 

Se apreciou este pedaço de soberba escrita, não se esqueça de:

Fazer gosto na página de Facebook.

Acompanhar a conta de Instagram (onde pode ter acesso às palermices desta Gorda, sem códigos da Prozis).

Subscrever o blog por e-mail, é só ir aqui à coluna do lado direito e poderá ser bombardeado com notificações a avisar que há mais coisas para ler.

 

 

28 comentários

Comentar post

Pág. 1/2