Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Casa da Gorda

Casa da Gorda

Ter | 19.03.19

Dia do Pai

Gorda

dia do pai.png

 

 

O que é isto de ser pai afinal de contas? À falta de resposta mais informada não tinha outra hipótese que não fosse ir ao dicionário confirmar de que se trata então esta espécie de gente.

Diz então o dicionário que estamos perante:

 

  1. Aquele que tem um ou mais filhos.
  2. Homem que cria e educa criança ou adolescente que não foi gerado por ele mas com quem estabelece laços paternais e a quem pode estar ligado por vínculos jurídicos.
  3. Gerador, genitor, progenitor.
  4. Criador, autor.
  5. Protector, benfeitor.
  6. Tratamento respeitoso dirigido a um homem.
  7. Distribuidor de estupefacientes.

 

Gosto particularmente da hipótese 7, nunca tinha pensado nas coisas dessa forma, mas pensando bem, efetivamente há um dealer de bolachas lá em casa quando eu digo que está quase na hora de jantar e “depois não tens fome para a sopa!?”.

 

O dicionário não me ajudou, pai para mim não é muito do que aqui ali se descreve, é mais do que palavras possam descrever, são momentos, pequenas coisas, sentimentos que não se conseguem explicar. Hoje é dia do pai, é dia daquele que é pai todos os dias, mas que hoje tem o seu bocadinho especial, é dia de receber desenhos da escola, um abraço especialmente apertado, uma bugiganga para guardar na gaveta e lembrar daqui a quarenta anos, quando os filhos, aqueles que já estão fartos da conversa igual de todos os anos, dizem “ó pai guarda lá isso, sabes que quando patinares vou dentar fora”.

 

Hoje é o teu dia, meu Bucha valente.

 

O colo no primeiro dia. A calma no choro. A espera impaciente. As noites mal dormidas. O tempo exato para trazer o leite ao fim da noite. O torcicolo permanente por dormires dentro da mesa de cabeceira. A dança das cadeiras para que coma a sopa. As conversas no carro. O ensinar. A alegria nas perguntas mais estapafúrdias que uma criança consegue enjorcar. O espaço para a mãe e o filho sabendo que não perdes o teu lugar. O colo incansável nas noites de gripe. Os serões a fazer Legos. Os livros. Ah, a importância dos livros. As mãos que se lavam com demasiada água. As birras. O pai que espera à porta de casa todos os dias, porque tem de ser ele. As roupas que não condizem.

 

Por tudo e mais qualquer migalha hoje o dia é teu, que és o melhor pai que o teu filho podia ter.

 

Que seja um dia tão especial como todos os outros em que estás lá para ele.

 

Feliz dia do Pai.