Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Casa da Gorda

Casa da Gorda

Sex | 28.12.18

Resoluções de ano novo que já levam teias de aranha

Gorda

Objetivos tradicionais.png

 

Pensei em fazer uma grande introdução, mas é sexta-feira, estamos todos cansados, queremos é as passas e o reveillon, pelo que não vou estar com muita palha e vou passar logo aos vamos a ver.

Estamos a menos de 5 dias de entrar em 2019 e por isso impõe-se que façamos uma reflexão sobre objetivos de ano novo que são como o mobiliário velho: estão lá sempre, rangem que se farta e prometemos que os vamos trocar mas os anos vão passando e eles lá se mantém. Assim decidi olhar de forma disruptivo-parva para aqueles que estão sempre na minha lista e dissecar um pouco as matérias.

Vamos a isto?

 

1.

Começar uma alimentação saudável. Não é dieta, que isso é uma coisa que toda a gente sabe que não leva a lado nenhum, tem de ser uma revolução alimentar com bagas de goji e sopas frias a que as pessoas chamam de sumos verdes e outras coisas produzidas na América do Sul. A única que emagrece é ilegal.

 

2.

Começar a fazer exercício com regularidade (mínimo 3 vezes por semana). No ano passado, no dia 1 à tarde fui correr, estava a dar a primeira volta de aquecimento ao jardim quando passa por mim um velho que tinha uma pança 2 vezes maior que a do pai Natal e grita-me “mais depressa com isso pá!”. Importa esclarecer que o velho estava montado numa bicicleta nova, apetrechado com todos os equipamentos e notava-se que estava em dor porque a peida era tão grande que quase lá cabia o selim dentro. Não o mandei para o caralho porque tinha como objetivo de ano novo ser mais zen e a dia 1 uma pessoa ainda consegue.

 

3.

Ler mais. A pessoa inscreve-se no site de leituras, projeta uns 4 livros por mês porque leu uma média qualquer. Quando chega a maio ainda não acabou o primeiro, porque quis começar com um clássico e aquilo dá-lhe sono, então o maior contacto que a pessoa tem com as páginas é ao nível da saliva.

 

4.

Ter mais calma, ser mais tolerante. Assim que as férias festivas acabam e há o primeiro acidente a caminho da ponte já está tudo na merda.

 

5.

Viajar mais. Como se isto não dependesse da condição financeira da pessoa. Acaba com umas férias em armação de pêra e já não vai daqui. Isto para não bater com os costados na Costa da Caparica.

 

6.

Mudar de emprego. Ter mais ambição e arriscar. Mas depois este já é certo, a pessoa já tem uma porrada de anos de casa, já conhece as arestas da mobília, tem seguro de saúde e até já vai tendo um ou outro dia a trabalhar a partir de casa. É melhor deixar estar porque gestão assim para o coise há em todo o lado.

 

7.

Cuidar mais de si. A pessoa marca limpezas de pele, compra um pack de aulas com PT, investe em trapos novos e até se arrisca em ir de saltos altos para o emprego mais do que uma vez. Mas depois torna-se cansativo e a única coisa para a qual há vontade é cuidar do interior. Normalmente lá para 20 de janeiro a pessoa já teve uma epifania e já compreendeu que afinal o que mais importa é amar o seu interior, que haja saúde e que se consiga ter uma tarde por outra a babar para o ecrã. A beleza vem de dentro, dizem. Não, não vem. Vem de umas boas nalgas, de uma cara maquilhada, de um lombo bem vestido, de um cabelo arranjado, de umas unhas que não estejam ratadas. Isso minha gente, não tem nada que ver com o interior.

 

(importa esclarecer que os objetivos e os desejos são coisas diferentes ou pelo menos devem ser, desejos a pessoa quer é saudinha da boa para si e para os seus, umas massas boas e umas férias a valer. Os objetivos são coisas que dependem 95% da pessoa e não estão largadas à sorte)

 

É porque estas resoluções de ano novo me saem sempre goradas que decidi criar resoluções inovadoras e, já que é para pedir coisas que nunca acontecem, então é pedir sem limites.

Estou a trabalhar na minha lista para acompanhar as 12 passas e para a semana partilho convosco.

 

Agora digam-me, mais alguém tem resoluções cheias de teias de aranha, que arrasta desde 1985 mas nunca cumpre?

 

Para mais conteúdos podem sempre acompanhar a Gorda no Instagram.

Ou ainda na conta de Facebook.

 

4 comentários

Comentar post