Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Casa da Gorda

Casa da Gorda

Seg | 27.01.20

Sou mãe

Gorda

filipa das preocupações.jpg

 

Sou mãe.
 
Deixo queimar pizzas no forno. Esqueço-me de tarefas simples. Não conheço metade dos nomes estranhos que aparecem no material escolar. Detesto parques infantis. Fico em modo águia quando miúdos maiores andam à volta do meu. Grito. Fico frustrada. Perco a paciência. Mando vir. Faço ameaças que não cumpro. Fico a ferver com birras. Arrendo-me cinco minutos depois da maioria das minhas decisões. Questiono-me e sinto culpa por coisas que estão fora do meu controlo.
 
Sou mãe.
 
Faço panquecas ao fim de semana. Preparo qualquer coisa à parte quando ele não gosta do jantar. Fico babada quando me dá um desenho e diz que é ele com a mamã. Gosto de andar de mão dada. Fico a rebentar de satisfação quando conversamos nos nossos passeios. Gosto de o ver feliz a correr no parque. Leio todas as noite e gosto. Vou às aulas de Judo e acho que faz tudo bem. Assisto à natação como se ele fosse o Phelps. Babo-me quando me diz que me ama e tento encontrar universos que não conheço para dizer que o meu amor é maior.
 
Sou mãe.
 
Detesto reuniões de escola. Quase tanto quanto as reuniões de condomínio. Apetece-me pregar estalos noutros pais. Fico em pânico em parques de insufláveis e acabo sempre a apanhar um camadão de nervos. Engulo as asneiras quando apanho nabos da estrada e pareço um gato assanhado sempre a fazer ffffffffffffffffff......Faço bonecos horríveis de olhos tortos e membros desproporcionais.
 
Sou mãe
 
Viro o meu mundo do avesso para fazer o melhor para ele. Coloco-se em segundo, dou tudo de mim e nem sei quantas coisas faço ao mesmo tempo garantir que barco anda como deve ser. Mesmo que tantas vezes pareça encalhado.
 
Sou mãe.
 
Esqueço as datas. Preparo lanches de passeio como se ele fosse para alto mar duas semanas. Fico de coração nas mãos até saber que regressam à escola depois de uma excursão na mesma cidade. Fico branca quando o telefone toca de um número desconhecido mesmo que seja quase sempre marketing. Tenho medo de tudo e mais um par de botas.
 
Sou mãe.
 
Faço o melhor que posso. Uns dias são melhores do que estava à espera e outros são um esbardalhamento completo.

 

12 comentários

Comentar post