Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Casa da Gorda

Casa da Gorda

17.03.19

Os meninos não brincam com bonecas

Gorda
    - Mãe posso escolher um brinquedo para levar? - Podes, mas tem de ser uma coisa pequena e barata. Os brinquedos grandes e caros são especiais e para ocasiões excecionais, como o aniversário e o Natal. - Tá bem. Posso levar o que eu quiser? - Podes. E aponto para todos os corredores de brinquedos. - Mas isso não. As bonecas são para as meninas. - Isso não é verdade. Os brinquedos são para as crianças, sejam elas meninas ou meninos. Não há bonecos de meninas e bonecos de (...)
14.08.18

Literatura nacional (e TOP de vendas)

Gorda
Existem 3 tipos de literatura nacional que vende em barda neste querido Portugal:   Literatura de encher chouriços, como o Chagas Freitas e o Minh'alma (ou lá o que é). Textos desconexos que redundam sempre no mesmo, em promessas que não interessam a ninguém e a coisas que fariam qualquer gaja arroxar de sono se acontecessem na vida real. Literatura de encher chouriços mas com pau, onde se enquadra o Noite-Luar. Primeiro que tudo como é que alguém compra um livro de uma (...)
10.08.18

A qualquer canto e em qualquer momento

Gorda
A especulação imobiliária está no auge, até as casas sem telhado e condições mínimas de habitação saltam do mercado em semanas (ou assim dizem os vendedores das imobiliárias). As facilidades são muitas, é só comprar, os bancos já financiam (ou financiavam outra vez, não estou certa do tempo verbal correto). Depois vem mais uma lei, espeta com dificuldades na aquisição de casa do pobre, porque para o rico 10 % de um qualquer valor são menos umas malas da Gucci. Para o (...)
09.08.18

Instragram – o shopping virtual da felicidade

Gorda
Passar 5 minutos no Instagram é como ir a um shopping virtual “da vida e da felicidade”. Toda a gente tem um produto para vender, toda a gente tem uma formula milagrosa para si que, por uma conta razoável de compras nas marcas com quem têm acordo, qualquer um conseguirá obter. Os treinos, as comidas, a Prozis (que tem sempre desconto se comprarmos não sei quanto pão e barras e usarmos o código da tal e tal e da tal), e a minha preferida: os sumos detox, que começam com a frase (...)