Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Casa da Gorda

Casa da Gorda

Qua | 14.08.19

Tiazoca atira-se às goelas de um motorista de matérias pesadas

Gorda

yatch.png

 

‘Tarde, atão quando é que esta porra acaba?

Quando as nossas exigências forem aceites. Temos direitos.

 

Certo, eu também. Mas ao que parece o Costa já garantiu aumento para o próximo ano, portanto andamos nisto para quê ainda?

Porque queremos também aumentos para 2021.

 

2021?! Oh homem esteja sossegado, sabe lá você se chega a 2021 criatura, falta ano e tal para isso não me doa a mim a cabeça.

Temos de lutar pelos direitos.

 

Pois têm, a gente sabe disso, mas agora já chega que eu encomendei uns ténis pó miúdo na sport zone e ainda não foram entregues porque os camiões estão com atraso.

Os hospitais também estão no limite mas nós não cedemos.

 

Repare, que não haja gaze para os estropiados é para o lado que eu durmo melhor, é lá um problema deles entende, a questão aqui é que eu paguei uma pechincha por aquilo e nunca mais recebo o calçado. Anda-me o Manuel Maria a desgastar os sapatos de vela, que usa no barco, lá com os pobres do parque infantil. Tá a entender q’rido?

Estamos irredutíveis, queremos compromissos do Estado.

 

Mas quais compromissos criatura, já não há combustível na marina e este fim de semana vou ficar em terra por sua causa bicho. Meta-se mazé pa dentro da máquina e leve isso lá pa baixo.

O nosso sindicato é que está a negociar.

 

Bom, você não entende ou não quer entender? Daqui a nada lava com um bidão vazio tromba adentro quer ver?!

 

E arreou com um bidão de vinte litros vazio nas ventas do motorista que está no hospital à espera que se receba linha e gaze para lhe arranjarem aquilo.

 

4 comentários

Comentar post